segunda-feira, 23 de maio de 2011


" Queria ser essa noite que te envolve;
e cobrir-te com o peso obscuro
dos braços que não se vêem.
...Um murmúrio desceria de uma vegetação de palavras,
enrolando-se nos teus cabelos como
secretas folhas de hera,
num horizonte de pálpebras.
Deixarias que te olhasse o fundo dos olhos,
onde brilha a imagem do amor.
E sinto os teus dedos soltarem-se da sombra,
pedindo o silêncio que antecede a madrugada".

Nuno Júdice

8 comentários :

João Menéres disse...

Os braços aão as árvores e as folhas são os teus cabelos.

Um beijo, RUTE.

Remus disse...

Quem disse que uma grande fotografia precisa de grandes produções e de respeito de regras técnicas?
Aqui está a prova que só basta existir um bocadinho de pós de prilimpimpim da mãe Natureza e muita sensibilidade por parte do fotógrafo/a.

Parabéns! Está no bom caminho!

Helder Ferreira disse...

Estou a descobrir aqui um certo padrão.. tu e o Nuno Júdice.... :))) E que texto maravilhoso! :)
Quanto à fotografia, brilhante! Adorei o céu! :)

Rute disse...

João

...isso é muito bonito e lisonjeiro :)

Muito obrigada pelo seu poético comentário...

1 beijo

Rute disse...

Remus

...se estou no bom caminho só tenho a agradecer ao Sr. Prof. Remus que me tem ensinado tudo o que sei acerca desta aliciante arte de perpectuar momentos...

Muito obrigada,mais uma vez:)

1 beijo

Rute disse...

Helder

...descobriste algo que eu própria ainda não tinha consciencializado! Mas de facto tens toda a razão, gosto imenso desta espécie de poesia melódica que o Nuno Júdice deixa que se solte sempre das suas palavras...

1 beijo:)

Fábio Martins | Fotografia disse...

Esta imagem está muito boa. Adoro as nuvens com a forma que estão. Embelezam o resto da paisagem, acredite :)

Desculpe a visita sem avisar :)

Rute disse...

Fábio

Apareça sempre que quiser, a portas desta 'casa' está sempre aberta:)

Obrigada pelo seu comentário