sábado, 16 de julho de 2016

terça-feira, 12 de julho de 2016

Parabéns Vasquinho :)


Só hoje, só agora vamos fazer de conta que este blogue se chama Daddy Cool... ;)


4º ANIVERSÁRIO DO VASCO, NO DIA 4 DE JULHO

Cada vez se torna mais difícil juntar a família toda para as festas dos aniversários dos nossos 21 'meninos e meninas', no entanto, a festa faz-se sempre com quem pode estar presente. O Vasquinho até teve sorte porque conseguiu ter no seu piquenique os pais, os 3 manos e talvez metade dos primos. Os outros ou estão a estudar para os exames, ou estão fora, watever...já não são os nossos pequeninos que iam connosco para todo o lado, mas a vida é mesmo assim...une-nos sempre 'o espírito do amor'.



 O VASCO 'CASOU' OS ANOS, COMO SE COSTUMA DIZER: 4 ANOS NO DIA 4


OS MANOS E OS PRIMOS JÁ SÃO CRESCIDOS MAS BRINCARAM MUITO COMIGO :)


ESTOU CHEIO DE CALOR...


GOLOOOOOOOO!

 

 A PRIMA RITA PINTOU A TRANÇA DE AZUL!!!...


 EU FAÇO 4 ANOS :)


E EU GOSTO MUITO DA MINHA MADRINHA, TIA SUSANA


ESTA FESTA E ESTES BALÕES SÃO SÓ PARA MIM... 


A TIA SUSANA TEM FOME, VOU DAR-LHE UM BOCADINHO DE BOLO DE CHOCOLATE


LÁ ESTÁ O MEU TIO MIGUEL A 'ARRELIAR' A MINHA MÃE!...


PORQUE É QUE NINGUÉM VEM JOGAR À BOLA COMIGO?!


AS MINHAS PRIMAS, MADALENA E RITA ESTÃO SEMPRE AOS 'SEGREDINHOS' ...


 A MINHA MÃE TERESA COM OS SEUS 3 MANOS : TIA RUTE, TIO PEDRO E TIO MIGUEL


A MINHA PRIMA SOFIA E O MEU MANO MICHAEL TAMBÉM ESTÃO QUASE A FAZER ANOS


A MINHA PRIMA INÊS E O MEU MANO SIMÃO ...


QUERO JOGAR À BOLA, VÁ LÁ...


A MINHA PRIMA JOANA TAMBÉM QUER JOGAR, ESTAMOS À ESPERA...


A MINHA MANA MARTA E A MINHA PRIMA SOFIA ESTÃO-SE A RIR DE QUÊ?!!


ESTE BOLO É DELICIOOOOOOOSO...


O MEU TIO MIGUEL FICOU ASSIM COM OS DENTES DEPOIS DE COMER O BOLO!... ;)


A RITA E A MARTA A ABRAÇAREM-SE COMO SE JÁ NÃO SE VISSEM HÁ SÉCULOS...


FINALMENTE FOMOS JOGAR! O MEU PRIMO FRED E A MINHA PRIMA SARA VÃO GANHAR...


GOSTO MUITO DE TI, VASQUINHO, E EU DE TI, TIA SUSANA...


EPÁ, FALHEI ESTE GOLO...!!!!


A MINHA PRIMA BIA ESTEVE TÃO POUQUINHO TEMPO, QUE PENA!...:(


E O MEU PRIMO MIGUEL NEM SEQUER QUIS JOGAR À BOLA!...:(

sábado, 9 de julho de 2016

terça-feira, 28 de junho de 2016

Ruinas...




Partiste no silêncio que manteve em ruínas um coração já habituado à solidão e que as coisas incertas foram calejando. Não consigo chorar e os olhos simplesmente ardem secos e olham em redor à procura de sinais de desamparo e abandono. Já não consigo destrinçar, perdi a objectividade da minha visão! A lembrança dos teus traços finos e delicados cegam-me, impedem-me de enxergar o abandono gelado que me cerca. Avanço cautelosamente para que os destroços não se desmoronem sobre os meus ombros e paro defronte da escadaria, vacilante... sei que se subir, cada degrau desabará debaixo dos meus pés e jamais voltarás a tempo de me amparar na queda... 
   



segunda-feira, 27 de junho de 2016

Chuva de Verão ...



Andar à chuva no campo e sentir o cheio da terra molhada é das melhores sensações, das mais prazeirosas e uma das melhores formas de nos sentirmos parte integrante da natureza...


sexta-feira, 17 de junho de 2016

A eternidade...





                     Espero por ti num tempo que só eu entendo
                     não há horas  nem existem dias, apenas a nossa eternidade,
                     recordo muitos momentos, como num filme a preto e branco, mudo
                     mudo de palavras,  gritando apenas o vento à beira de um mar revolto.
                     Sabes que espero por ti, mas contrario a azáfama de contar o tempo
                     e é por isso que às vezes não sei se ele te trouxe ou te levou de mim!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Nham...


SOFIA + NALA + BOLACHA

Esta é a chamada fotografia de 'aproveitar a oportunidade'... e depois à boleia, aparece tudo o que não queria que aparecesse... 

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Assim sou eu...





O tempo sucede-se em catadupas de dias que correm uns atrás dos outros sem me deixar espaço nenhum para te poder procurar naquele infinito de nuvem balanceante, sem ruídos, sem mágoas e sem horas para deitar contas à vida.
Espero ganhar coragem para contrariar essa quase inevitabilidade de me deixar levar para longe de ti e para fugir às rotinas que falsamente camuflam medos e fragilidades que sem me dar conta procuro esconder dentro da mochila, juntamente com as revistas e os livros que levo todos os dias para ler no café, durante o pequeno-almoço.
Penso que não hei-de desistir, mas sinto o peso da efemeridade dos momentos de plena robustez em que no meu horizonte já nos resgatei e me escondo contigo num desejo interminável de permanecermos para a eternidade.
E é em redor do sentimento de nós que extrapolo sobre o sentido do meu caminho, das minhas fragilidades e medos mais persistentes e daquela robustez que quando surge me parece inabalável!
Penso ainda outra vez que não hei-de desistir porque sinto entranhado na pele o desejo de continuar e de resistir àquilo que estranhamente me assusta mas que desconheço os meandros, o rumo e o sentido.
Às vezes não sei onde procurar-te e conectar-te com a realidade que eu própria procuro cegamente e que tantas vezes de real quase nada tem...
Mas nunca me deixo perder irremediavelmente porque os teus olhos acabam por se prender e confundir intemporalmente com os meus e por destronar arrepios escuros, noites de inquietação e a terrível angústia de a nada pertencer. 

Rute T.

sábado, 4 de junho de 2016

Felino



É lindo, não é?... Adoro bicharada!


MEUS AMIGOS, este meu blogue está completamente passado! Não consigo fazer postagens, carregar fotografias, etc. Vou 'rezar' para que não seja o próprio computador a querer falecer... quando puder, regresso. BEIJOS E ABRAÇOS, conforme as preferências.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Parabéns Miguel...




Não vos consigo falar do meu irmão mais velho... é muito, muito especial...

Nota: O dia do aniversário foi ontem, dia 1

terça-feira, 31 de maio de 2016

Parabéns Rute ...



Rute Camacho, de braços abertos para as coisas simples e tão deliciosas deste nosso mundo...


É urgente parar! Largar a correria e o stress do dia a dia e procurar a paz, a calma, o sossego. Precisamos de perceber que às vezes é urgente parar, largar tudo, quase tudo e procurar o contacto com a natureza. Se não temos um Monte, temos um jardim e se não temos um jardim, havemos de arranjar um quintal...é preciso voltarmo-nos para as coisas mais simples para podermos entender, sentir na pele o que é realmente importante. Podemos ser felizes com tão pouco!...

domingo, 29 de maio de 2016

É por ti...



Sei agora que foi para ver esse sorriso nos teus lábios, nos teus olhos, no teu coração que fui ficando por cá, ano após ano, dia após dia. Sinto sempre a vida como coisa efémera e por isso vivo cada dia como se fosse o último, olho intensamente a vida que transborda de ti, por todos os poros. Não deixo passar o tempo assim sem lhe dar 'alguma luta', a cada minuto transbordam de mim emoções, pensamentos, recordações, saudades daqueles que amo e já partiram e daqueles que andam por aí mas que estão longe... 
Mas em ti renasce a vida que se perdeu em cada dia e em mim a tarefa de a tornar o mais feliz possível. Ver-te nascer e crescer foi a maior aventura da minha vida. Transportar-te dentro de mim durante oito meses, dar-te à luz e ver.te como um feijãozinho que se foi transformando em gente foi e é a maior aventura da minha vida, a única que é absolutamente extraordinária, a única que nada pode abalar. 

Nota: Apesar desta fotografia ser da Rita, estas palavras valem para as minhas três filhas. (Inês e Sofia e Rita)