quinta-feira, 21 de maio de 2015

...



Hoje cheguei a casa tarde, cansada, chateada, etc. ... eis senão quando vou ao meu quarto e me deparo com esta folhinha em cima da minha cama. foi-se logo embora a rabugice e fiquei toda derretida :)
Os filhos já crescidos, de vez em quando, também têm estes gestos amorosos... 


domingo, 17 de maio de 2015

Qualquer semelhança com a realidade...



A música ajuda-me a viver a tristeza, embeleza-me a solidão e preenche o vazio de corpo e alma dando-lhes permissão para sofrer com dignidade, silenciosamente mas com dignidade. A tristeza às vezes está tão triste que vai à procura de uma almofada de penas para encostar a cabeça e chorar, com música e com dignidade...a dignidade que a música dá ao maior dos desgostos, à maior das tristezas!
Depois também vem a dor e não há tréguas, é que nem tristeza, mágoa, dor, solidão se dão ao trabalho de combinar os dias, para virem à vez, vêm em vagas, como se fossem do mar, daquelas vagas que encarreiram umas atrás das outra e mal nos deixam recuperar o fôlego, respirar! E depois uma nota, uma toada melancólica que deixa escapar uma gota de choro calada que nem se sabe bem se é da dor se da beleza da melodia...Ah dias estes trémulos de emoções manhosamente arrebatadoras! 

P.S - Quem quiser, deixe uma notas de música na pauta do céu 

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Algodão Doce



Podias ficar e encher-me assim os pensamentos com bocados de nuvens e algodão doce, ficar e lambuzar-me os lábios e a cara com os seus pedaços. ficar por aqui para um passeio entre as nuvens. só te digo que ficar sentada numa delas a abanar as pernas, foi a coisa mais sensacional que fiz até hoje. anda lá, fica!

domingo, 10 de maio de 2015

domingo, 3 de maio de 2015

Dia da Mãe



Para a minha MÃE, que tão cedo nos deixou e que eu tanto amo...não tenho palavras...só muitas saudades e a certeza que continua em nós, seus filhos e também nos netos que, infelizmente não teve tempo de conhecer. 
Um beijinho e um abraço com duração ilimitada...

P.S - A Sofia é muito parecida consigo, mãe!

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Parabéns Pai


Hoje é o dia do aniversário do pai das minhas filhas, quero deixar-lhe aqui os meus parabéns e agradecer-lhe por me ter dado umas filhas tão lindas... e que são a minha vida 



A 1ª Fotografia foi tirada em 2006



  A 2ª fotografia foi tirada em 2014

PARABÉNS ZÉ

 Desejo-te muitas felicidades não só porque fazes anos, mas porque és um pai excelente, que põe os interesses das nossas filhas sempre em 1º lugar. quando elas estão contigo sinto-me plenamente tranquila. que contes muitos, com saúde e com muita paz.


quinta-feira, 30 de abril de 2015

Dia Internacional da Dança



Na verdade o Dia Internacional da Dança foi ontem, 29. Mas não faz mal pois apenas pretendo assinalar a data, porque adoro Dança, todo o tipo de dança (ou quase todo). No 'meu tempo' ainda não existia o Hip Hop e muitos outros estilos, ou pelo menos eu não os conhecia... dancei ballet clássico durante 20 anos, mas sempre como amadora. Agora existem mais estilos e é incrível ver alguém a dançar realmente bem, é o mesmo que ouvir alguém que canta realmente bem, ou que compõe boa música... concluindo e resumindo,gosto de toda a arte que é bem feita e tem qualidade . Ela uma parte muito importante da minha vida emocional. Já devem ter percebido que sou uma lamechas e que sou de lágrima fácil...mas é esse meu lado piegas que me dá uma grande ajuda quando escrevo os meus textos e poemas. Temos que ver o lado positivo das coisas... :)


* A fotografia não está direita, mas com as condições que tinha não consegui fazer melhor

sexta-feira, 24 de abril de 2015

...





                                         Preciso de aplacar as saudades
                                  de quando estiveste em mim
                                  como ferro em brasa que queimava
                                  e era forte e intenso doloroso e profundo
                                  prazeiroso até ao tutano, até ao cerne
                                  ardente quente e não querias ir nunca mais
                                  porque eu cuidava dos teus olhos translúcidos
                                  quando choravam e do teu coração quando vacilava
                                  comovia-me a tua ingenuidade de pássaro desarvorado        
                                  comovia-me a transparência infantil do teu olhar
                                  enternecia-me a maneira como te aninhavas no meu corpo
                                  e fazias dele harpa com as tuas mãos suaves de quem ama
                                  sem pensar, sem falar, sem tréguas indesejáveis
                                  e então eras aragem, eras odor salgado de mar 
                                  em finais de Setembro, verde e cinzento
                                  nunca foste amante de Primavera ou Verão
                                  sempre tiveste o cinzento do fim de época balnear
                                  do retorno do silêncio e do desassossego
                                  da época de Levante nas praias já desertas de gentes
                                  e esse verde dos teus olhos, paixão da natureza pulsante 
                                  infiltrada sob a tua pele morna derramada na espuma
                                  das ondas que vinham já sem força desaguar em mim

 

terça-feira, 21 de abril de 2015

Filomena



A Filomena foi minha colega numa Formação que o CEFP me 'obrigou' a fazer. Como ia contrariada os primeiros dias foram difíceis, mas depois como é meu costume, comecei a interessar-me pelas pessoas que ali estavam comigo. Foi incrível a quantidade de coisas novas que aprendi, não propriamente em termos académicos, mas sim humanos. Era um grupo muito heterogéneo, em todos os aspectos, mas conseguimos entender a 'linguagem' uns dos outros através da camaradagem e da amizade que acabou por nos unir.Não há dúvida que as relações que as pessoas conseguem criar umas com as outras são enriquecedoras e é por isso que eu digo que quem tem amizade e amor para dar e receber, jamais se sentirá pobre.

* Aqui a Filomena era um docinho...;)


sábado, 18 de abril de 2015

Da Primavera



As flores são da Primavera ,o céu azul com laivos de nuvens é de quem o consegue ver. o rosa pertence ao verde e o verde pertence ao rosa enquanto a luz os enlouquecer...

quarta-feira, 15 de abril de 2015

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Crónica do meu Jornal



Fui a primeira a parar no sinal vermelho, mecanicamente mudei o canal do rádio e baixei o volume porque já não se pode com as dores de cabeça! Olho para as caras de quem está dentro dos carros em redor, carrancudas, cansadas, juro por Deus que têm pior aspecto do que eu...raios partam, que o sinal não muda! Na verdade é-me indiferente, não tenho ninguém à minha espera, é só mudar da solidão do carro para a solidão de casa. E em casa a solidão dos quartos vazios e ainda a solidão de jantar sozinha. Ligo, não ligo a televisão? é-me indiferente, nunca liguei muito a televisão, mas às vezes ligo, só para ouvir vozes...estou no fim da linha, para mim, o sinal vermelho não muda mais de cor!


quinta-feira, 9 de abril de 2015

Mobiling...



Toda a gente já conhece o famoso IC 19... hei-lo, a vivo e a cores...o que o safou hoje foi o céu que estava um arraso. E se puserem os óculos e olharem com muita atenção para uma montanha lá mesmo ao fundinho, conseguem ver a silhueta do Palácio da Pena...

terça-feira, 7 de abril de 2015

Parabéns filha...



INÊS - 23 ANOS

Hoje é um dia muito especial e emocionante para mim! 1º porque faz anos a minha primogénita e sempre que é o dia do aniversário das minhas filhas eu fico nostálgica e passo o dia em flashbak, a lembrar-me de todos os pormenores do dia em que o milagre aconteceu, o que me enche de fortes emoções e de sensações de alegria que provavelmente serão eternas. 
Este ano, a este conjunto de emoções, junta-se uma recente recordação muito triste, a morte da madrinha da Inês, que está com ela na fotografia. quero que seja recordada pelos bons momentos que passámos juntas, mas a coisa ainda só tem um mês, é ainda muito recente e o meu coração ainda sofre muito com isso...Uma amizade que vem da adolescência, do tempo dos escuteiros.
Mas a vida não se compadece e há que seguir em frente...a minha filha nem sequer cá está para eu a repenicar toda com beijos e ela fugir de mim sete pés :) aproveitem bem para encherem os vossos filhos de mimos enquanto eles ainda são pequenos...;)

domingo, 5 de abril de 2015

O Espírito do Amor...





Para os crentes, para os não crentes, os meus desejos de uma Páscoa Feliz...que a simplicidade desta cruz vos toque da maneira que me tocou a mim. Desejo.vos ainda muita paz, amor e saúde. 
heart emoticon