quarta-feira, 7 de março de 2012


RECORDAÇÕES DE TI...


Eu hoje fui apenas lembranças que se perdem no tempo mas nunca nas memórias do meu coração. Eu hoje perdi-me dos anos de vida que me competem, de todas as minhas funções e atribuições. Despi-me da minha pele de mulher adulta e aninhei-me de novo no teu colo, mãe...aninhei-me com os meus irmãos, como sempre fizemos enquanto viveste e subi novamente aos píncaros da felicidade absoluta, apanágio daqueles que ainda não sabem que ela não existe para sempre. 
Eu hoje chorei por esses momentos mãe, mas em outros dias rio e percorro com firmeza as centenas de quilómetros de amor que me deixaste como herança. E faço esse caminho sozinha ou acompanhada, consoante a minha vontade ou as necessidades dos outros,  porque esse bem que me deixaste é suficientemente grande e poderoso para eu poder assim caminhar... chorar nuns dias e rir nos outros e prosseguir com a certeza que essa dádiva se prolongou no tempo, se espalhou em mim e eu a espalho naturalmente por todos aqueles que de uma maneira ou de outra, fazem parte da minha vida.


12 comentários :

mfc disse...

Os braços nus da árvore continuam a sustentar os ramos.
Quem partiu continua a amparar-nos com a sua memória... e é-nos tão necessária essa memória!
Um post lindo que me tocou muito fundo. Obrigado.

ZEKARLOS disse...

Lindas estas tuas palavras, acho que chegam ao lugar certo. Bj grande.

Remus disse...

Apesar de não ter passado por isso, tenho uma forte consciência que um dia irei passar. Tem dias que já sofro por antecipação...

Rute disse...

Mfc

Eu é quem tenho de agradecer pelas tuas palavras...e pela tua presença assídua aqui na -Efémera.

1 beijo:)

Rute disse...

ZEKARLOS

...espero, anseio para que sim.

Obrigada pelo teu carinho e atenção

1 beijo:)

Rute disse...

Remus

...isso também me acontecia, sofrer por antecipação...sei muito bem o sabor amargo dessa dor. Mas felizmente que ainda não aconteceu, por isso, põe um grande sorriso nos lábios e vai tirar umas belas fotografias para nós...;))

1 beijo:)

ams disse...

Palavras e foto que me comoveram.

Rute disse...

ams

Obrigada pelas palavras:)

IRIS disse...

tu és a mais completa corporização desse amor, Rute. não há tempo, não há nada, que leve isso.
um grande beijinho feliz por te ter conhecido

Rute disse...

Iris

...feliz eu...muito mesmo...:))

1 beijinho

ss disse...

Como te entendo... ainda outro dia lia um texto que a minha mãe me deixou pouco antes de falecer e, nestes tempos tão conturbados para mim, percebi o quanto ainda hoje as palavras dela me dão força.
A imagem que acompanhas o texto também está muito bonita!

beijinho

Rute disse...

Sónia

Obrigada por teres partilhado comigo...sinto-me mais reconfortada.

* Desejo-te tudo de bom e sei que depois da tempestade virá a bonança...acredito mesmo que sim!

1 beijinho grande