segunda-feira, 19 de março de 2012


- PAI -


Eu o meu pai e a minha irmã
( Não estamos todos, mas nós as duas representamos os restantes irmãos...;)

Mas uma vez, não sei se vou conseguir dizer alguma coisa de jeito. É que eu gosto tanto do meu pai que até sinto um aperto no peito só de pensar em escrever alguma coisa sobre ele...Sempre me lembro deste sorriso aliado a uma boa disposição praticamente crónica. Sempre me lembro de poder contar com ele incondicionalmente e ainda hoje, é a minha âncora mais forte. Sempre me lembro de o ver fazer tudo para ver os filhos felizes, e ainda os amigos dos filhos, depois os netos e toda a família e quem mais viesse!
Do meu pai herdei os olhos amendoados e espero que...um pouco mais que isso:)

Muito obrigada pai, por tudo o que me ensinou e sobretudo pela sua enorme capacidade de amar e de (se) dar aos outros.  

11 comentários :

ZEKARLOS disse...

Muito bonita esta tua homenagem, bjs

Lacorrilha disse...

Lindas palavras e a fotografia então, sublime.

mfc disse...

Li sem surpresas este teu post tão lindo. Tu pões uma ternura muito grande em tudo o que escreves...
Imagino o sorriso imenso do teu pai ao ler-te!
Beijos,

ams disse...

Muito sentido!

A.S. disse...

Pai... uma palavra imensa!
Teu texto é revelador dessa grandeza...


Beijos,
AL

CR disse...

Não é preciso escrever muito, quando cada palavra tem o poder de uma vida. Fantástico post.
Bjo.

IRIS disse...

creio que lhe herdaste tudo ;-). aliás, vê-se claramente no retrato, ele é a tua cara ;-) uma maravilha.
um grande beijo e muito prazer em conhecer o teu pai e a tua mana

Rute disse...

Quero agradecer A TODOS, por terem vindo até aqui e por terem compreendido o que quis exprimir com as poucas palavras que deixei...

beijinhos e abraços, para distribuírem entres vocês, conforme as preferências:))

Remus disse...

Bonita homenagem, numa fotografia de grande cumplicidade.

Rute disse...

Remus

...e há outra maneira que valha a pena...?;)

1 beijinho e obrigada

João Menéres disse...

A homenagem imagética está muito natural e, por isso, é uma boa fotografia.
Mas o teu texto, RUTE, é M A R A V I L H O S O !


Um beijo.