domingo, 30 de outubro de 2011


RASTO DE NÓS...


Não interessa de onde vimos, nem o destino que escolhemos, interessa sim aquilo que deixamos no coração de todos os que passam por nós ao longo da vida. Interessa deixar raízes e rastos que sejam dignos de  ser seguidos e partilhados, importa iniciar caminhos que possam ser retomados pelos que virão depois .
É imperativo deixar sólidas estruturas, não só no campo da engenharia, da química ou da física  mas também e preferencialmente no dos afectos, da solidariedade e do respeito mútuo, pois serão eles os verdadeiros e os mais sólidos alicerces para a vida, serão eles as ferramentas mais resistentes para fazermos frente à adversidade e às intempéries que a mesma sempre traz consigo.
Podemos percorrer o mundo de lés a lés, ser artistas, conhecer os locais mais encantadores do planeta, sermos detentores de uma cultura invejável, mas se não tivermos enraizados dentro do peito os alicerces que nos envolvem e nos comprometem uns com os outros , pouco conseguiremos avançar como seres humanos  válidos e, consequentemente, a nossa passagem por esta vida não deixará rasto algum que mereça a pena ser seguido ou tomado em consideração. 



18 comentários :

Roberto Machado Alves disse...

A foto e o texto se complementam. Os dois são belíssimos. Parabéns.

Cla Leal disse...

Concordo com Roberto e acrescento que, mais uma vez, eu concordo muito com vc... e pelo que vejo em seu blog e sinto aqui comigo, você realmente deixa a sua marca onde quer que passe... você é muito querida!!
beijo

teca disse...

Um prazer enorme ler suas palavras nessa manhã linda de domingo!
Que seria de nós sem o AMOR? O amor que cuida, que afaga, que ampara, que ensina, que levanta, que critica para o bem, aquele que nos impulsiona e dá forças para a vida!

Um beijo imenso!!!

Existe um Olhar disse...

Eu quero deixar um rasto de amizade, partilha e admiração pela foto e pelas palavras sábias.

Beijos
Manu

mfc disse...

E comecemos pelos que nos estão mais chegados!
.. é uma linda forma de começar!

Fábio Martins disse...

Parece um traçar de uma vida!
Bom domingo

Helder Ferreira disse...

Apoiado!

Remus disse...

É preciso assinar em algum lado, para subscrever aquilo que escreveu?
Concordo plenamente.

Rute disse...

Roberto

Muito obrigada:))

1 beijo

Rute disse...

Cla

...muito obrigada pelas tuas palavras...assim até fico envergonhada...Também gosto muito de ti:))

1 beijinho grande

Rute disse...

teca

Muito obrigada pelas tuas palavras tão amáveis...e concordo contigo, sem amor( nas suas inúmeras formas) NADA existe.

1 beijinho grande:)

Rute disse...

Manu

Esse rasto de amizade e de partilha eu já o sentia ...vamos continuá-lo:)

* Obrigada pelas tuas palavras...

1 beijinho

Rute disse...

mfc

Tens toda a razão...às vezes as pessoas andam a tropeçar umas nas outras dentro da mesma casa e nem se vêm...

1 beijo:)

Rute disse...

Fábio

foi mais ou menos nisso que pensei quando escolhi esta foto para ilustrar o que escrevi...uma vida do principio ao fim.

* Obrigada

1 beijo:)

Rute disse...

Helder

...se assim fosse, penso que hoje estaríamos todos numa situação diferente...mas não.....

1 beijo:)

Rute disse...

Remus

Não há nenhuma petição a exigir algumas destas coisas de que aqui falo...mas devia haver, devia haver! Seriamos todos bem mais felizes...

1 beijinho:)

L.Reis disse...

Algo neste teu texto me fez lembrar uma coisa que li há muito, do Erich Fromm, sobre o Ter e o Ser...
Vamos lá então...pintar uns rastos por aí...

Rute disse...

Lina

Gostava de ler...vou procurar pelo nome do autor. Obrigada pela dica.

Vamos lá 'rastear' por aí...quantos mais, melhor:))

1 beijinho