sábado, 1 de outubro de 2011


O RITUAL DO CHOCOLATE PRETO...




Três quadradinhos de chocolate, um para cada a cada uma,três velas acesas para tornar a iguaria ainda mais deliciosa...e eis que dou comigo numa espécie de fascínio com esta visão das minhas filhas a derreterem e a lambuzarem-se distraidamente enquanto conversam, riem e vão espreitando para a televisão. Penso que não devia...que não se brinca com o fogo...que seria acertado dizer-lhes qualquer coisa...mas não me apeteceu estragar o momento de puro prazer para elas e, confesso, também para mim! A questão é que tudo se passa com uma rapidez estonteante, aqueles pontapés na barriga durante as gravidezes que me deixavam louca de alegria, os primeiros meses e aquele cheirinho de bebé, os abraços apertadinhos, o "mãe, vem deitar-te um bocadinho na minha cama"...tudo passa depressa demais...que assustadora rapidez esta!... E quando damos conta vão estando cada vez menos, vão-se afastando, saem para se fazer à estrada da vida... vão para a Primária, Secundário, Faculdade...E depois já só é um beijo de fugida, um "mãe hoje não vou almoçar" e qualquer dia, quando acender as velas já não estarão cá as mãos, a derreter o chocolate! E é exactamente por isso que eu deixo que estes momentos aconteçam para os poder perpetuar na minha memória e deliciar-me mais tarde, quando forem apenas boas e reconfortantes recordações.

23 comentários :

Existe um Olhar disse...

Um momento com um simbolismo especial que se acentua à medida que se vai lendo o que escreveste.
Aproveitar cada momento daa vida dos nossos filhos são emoções que mais tarde se recordam com um sorriso nos lábios, quando tiverem abandonado o ninho.
Lindas as fostos!
Manu

teca disse...

Esses momentos são mágicos!
Beijos doces.

João Farinha disse...

Devias ter vergonha de apresentar aqui fotos destas. Agora vou ter de ir ali à cozinha atacar o chocolate :)

Cla Leal disse...

Emocionante seu relato, como sempre!! Rute, você é muito doce! Não à toa os chocolates casaram muito bem com o texto... aliás. lindas fotos!!
beijos

Remus disse...

Nunca vi ninguém fazer semelhante coisa. As suas filhas são criaturas muito imaginativas.
:-)

Em relação ao texto, acho que está sublime. Transmite mesmo a ideia de como o tempo passa rapidamente. Ainda por cima, na relação pais/filhos.
Parabéns.

Rute disse...

Manu

...os filhos têm o condão de 'mexer' cá dentro de uma maneira única...para o bem e para o mal, para o melhor e para o pior.

Obrigada:))

1 beijo

Rute disse...

teca

...pois são...e perpetuam-se cá dentro.

1 beijo:)

Rute disse...

João Farinha

...e fazes muito bem...desde que não comas o chocolate inteiro...faz bem ao cérebro ( não pode é ter menos de 74% de cacau ).

1 beijo e um bom fim-de-semana

Rute disse...

Cla

Muito obrigada pelas tuas palavras...sempre muito gentis:))

* Ainda bem que gostaste das fotos

1 beijinho:)

Rute disse...

Remus

...pois...eu também nunca tinha visto...

Muito obrigada pelas tuas palavras:)

* Confesso que estava à espera que me dissesses que a 2ª fotografia está desfocada e que a 1ª...etc. Afinal de contas preciso das dicas do professor, não é?;)

1 beijinho:)

ruimnm disse...

depois, chocolate negro com sabor a cera e memórias de amor.

Fábio Martins disse...

Lindas palavras. Um texto muito bonito!

Luna Sanchez disse...

Os filhos crescem e, penso, as alegrias crescem com eles. Já o amor não pode crescer pois já nasce pleno.

;)

mfc disse...

Uma delícia... quase esotérica!

Rute disse...

ruinmn

..." chocolate negro com sabor a cera"...pois, é muito provável! Será bom????! Já " memórias de amor"...essas tenho a certeza que são muito boas.

* Obrigada pela visita e pelas tuas palavras:)

1 beijo

Rute disse...

Fábio

Obrigada:))...

1 beijo e 1 bom Domingo

Rute disse...

Luna

...o amor é um caso paradoxal, porque apesar de já nascer pleno, ainda tem a capacidade de ir aumentando...aumentando...

Obrigada pela visita e pelas palavras:)

Rute disse...

mfc

Muito obrigada:))

1 beijo e 1 bom Domingo

Remus disse...

Mas estas duas fotografia não possuem «defeitos». O momento é único e nunca visto por mim. Só por isso, já são duas boas fotografias.
Além disso, a Rute teve a sabedoria de as apresentar em preto e branco.
Só esse facto, já disfarça qualquer tipo de imperfeições que possam ter.

Nuno disse...

Passo por aqui de quando em vez e raramente comento mas estas imagens e, mais do que isso, o texto que as acompanha merecem que me demore um pouco por aqui...
É delicioso ver os filhos crescer e tomarem o seu rumo. Deixá-los voar é uma arte que nem todos têm e usufruir dos momentos em que estão connosco, antes de voarem para longe é perpetuar momentos que ficarão quando tudo o resto se for...
Parabéns, Rute, pelo momento vivido e pela sabedoria em apreciá-lo duma forma tão especial e eternizada...

Rute disse...

Nuno

...isto tudo se resume a escutarmos a voz do coração e ...deixarmos escorrer cá de dentro...

* Obrigada pelas tuas palavras e

1 beijinho:)

Helder Ferreira disse...

:-)

Rute disse...

Helder

A um :) respondo com dois :) :)

1 beijo;)