sábado, 21 de janeiro de 2012






Não espero que venhas... 

Não fazes parte do tempo dos relógios

que nos fazem partir e regressar depois

sinto-te respirar sempre que respiro

numa presença suave e constante

de batida forte e certeira do coração

num entrelaçar invisível e intersticial

de veias, artérias e torrentes de paixão

não espero que venhas no final do dia

na certeza de que já estás e em mim já és 

qual mar sereno agitado doce ou salgado

em alternância inevitável das marés





15 comentários :

tossan® disse...

As marés parecem comandar os aventureiros, embora atracam nos vários pier's, mas um dia ou uma noite ancorarão só em um cais e não cambiarão mais as paixões que se tornarão em uma única.
A foto é lindíssima! Beijo

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Maravilhosa foto e um poema de encantos 1000.
Gostei mesmo muito! :)

Bom fim de semana!

Bjs

Remus disse...

Excelente nível de detalhe.

Tendo em conta as últimas fotografias, o aumento da qualidade fotográfica é claramente notória.
Está e continua de parabéns.

mfc disse...

Um poema subtil que o entrelaçado lindo dos troncos desnuda inocentemente!

Existe um Olhar disse...

Gosto da foto, está com óptima definição e bom detalhe, mas este poema está sem dúvida fabuloso, tu és uma poetisa de mão cheia.

Beijinhos
Manu

L.Reis disse...

Um detalhe lindíssimo para ilustrar a força das tantas palavras que te cruzam os sentidos...também elas fugidas ao "tempo dos relógios"...

Rute disse...

tossan

...o poeta do mar e...das coisas da vida...obrigada pelas tuas palavras embaladas pelas marés...

* ainda bem que gostaste da foto:))

1 beijo e 1 bom Domingo

Rute disse...

Rui

...assim até fico envergonhada...mas é sempre bom saber que gostaste:))

1 beijo e 1 bom domingo

Rute disse...

Remus

...Ó pr'a mim, já a babar-me...;)

* Muito obrigada:)))

1 beijinho e 1 bom Domingo

Rute disse...

Manu

Tens sempre palavras muito simpáticas para mim...e eu agradeço e fico feliz por gostares do que escrevo porque escrever é algo que eu realmente adoro fazer...só é pena não ter mais tempo para isso...:(

1 beijinho e 1 bom Domingo:)

Rute disse...

Lina

...gosto sempre tanto de te ter aqui ao pé de mim...:))

...sabes, é que o tempo dos relógios abarca tão pouco tempo e deixa-nos um espaço tão acanhado!...

1 beijinho grande para ti e passa 1 bom domingo:)

Sérgio Pontes disse...

Gostei desta foto, um abraço

Clarice disse...

Esta tem a força das (tuas) palavras que vivem fora do tempo dos relógios...

ADOREI!!

ZEKARLOS disse...

Muito bom, foto perfeita neste lindo emaranhado de palavras.
Obrigado pelo teu comentário. Bj

Rute disse...

Obrigada, SÉRGIO :)


CLARICE

O tempo dos relógios às vezes é uma enorme chatice...


ZEKARLOS

Ainda bem que gostaste:))


Beijos, beijinhos, abraços...conforme preferirem