sexta-feira, 20 de maio de 2016

Paz



Viver no campo é outra coisa, para mim, outra qualidade de vida. eu fui só de visita, mas o meu irmão vive lá, é agricultor. Não há absolutamente nada ali nas redondezas, é somente o contacto com a natureza e com a 'bicharada'. Tenho ideia que a maioria das pessoas não gostariam de viver assim, longe de outras pessoas, de lojas, café, centros comerciais, etc. Mas isto cada um é pr'ó que nasce;)

3 comentários :

Manu disse...

Pois eu sou daquelas pessoas que não me importava de viver longe de tudo e no meio do verde da paz, do silêncio.
Estas paisagens alentejanas encantam-me.
Tenho a certeza que sais daí com energias renovadas.
Será que o teu mano também tem boa pinga alentejana? :)

Beijinhos Rute

Remus disse...

Prontos! Prontos!
Lá está a Manu a fazer-se de convidada. Ela é assim! Basta falar um pouco em viajar e em descanso, que ela alinha logo, mesmo que seja no meio da Mongólia. E se a isso, ainda se juntar um bom vinho, então é que ninguém a segura.
Mas atenção! Se a Manu for convidada... EU TAMBÉM QUERO! Uns não podem ser tratados como filhos e outros como enteados!
:-)

Também não me importava de viver assim, no meio do verde. Somente o contacto com a natureza e com a 'bicharada'. E agora fiquei aqui a pensar com os meus botões... A Rute também podia virar agricultora... Porque não!?
;-)

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Rute.
Belas "paragens". Também é mais o meu estilo, mas não se pode ter tudo...

bj amg