quinta-feira, 16 de junho de 2011


Acorda-me

um rumor de árvore.

Talvez seja a tarde

a querer voar...


Eugénio de Andrade

Excerto do poema 'Rumor' in Poesia e Prosa

14 comentários :

João Menéres disse...

Muito lindo esse acordar, RUTE.

Também eu ando com o Eugénio...

Um beijo.

ZEKARLOS disse...

Grande post, bem ilustrado, a foto é perfeita para nos levar nas paravras. Bjs

Rute disse...

João

...eu depois vou querer ver as suas viagens com o Eugénio...;)

Eu acho que ando quase sempre com ele,consciente ou inconscientemente
:)))

1 beijo

Rute disse...

ZEKARLOS

Gracias :)))

1 beijo

Guida Palhota disse...

É a minha afilhada, certo!?
Ela que aproveite a boleia, mesmo sem pensar! ;-)

Rute disse...

É ela mesma, mas há uns anitos atrás;)

1 Beijinho

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Gostei da foto e da poesia...!

Rute disse...

Jota Ene

Obrigada:)))

Helder Ferreira disse...

O melhor que Eugénio tem! :) Grande senhor! :)
Tenho uma amiga que chegou a ser curadora na fundação dele. Foi ela que me fez "apaixonar" por Eugénio. :)

Rute disse...

Helder

Eu também tenho essa paixão e uma enorme admiração pela sua obra.
E onde é a Fundação deste grande Senhor?

1 Beijo:)

Remus disse...

Parece assustada/amuada.
Eu falo por mim, quando acordo com este olhar, quer dizer que acordei mal-disposto/amuado. E existem dias, que o amuo é tão grande, que até incomodo-me a mim mesmo...
:-)

Rute disse...

Remus

heheheheh...eu sei como é essa sensação de nem a nós próprios nos conseguirmos aturar...há dias assim...

...neste caso era só cansaço, mas já foi há uns 3 anitos, mais ou menos;)

1 beijo:)

Helder Ferreira disse...

No Porto, claro. :)
Aqui tens o link para a página deles: http://nx14132a.hosting.net.vodafone.pt/index3.htm

Rute disse...

Helder

Obrigada pela preciosa página;)