quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Anoitecer...


Quando anoitecia precocemente, ficava sempre uma réstia, uma fogueira no rosto que iluminava todas as gentes da aldeia. As árvores quietas emanavam aquele cheiro inebriante que inunda os corações da paz que só as coisas da natureza e da terra, conseguem trazer...

9 comentários :

Remus disse...

Uma coisa eu sei: A fotografia não foi tirada na Buraca, porque na Buraca não anoitece assim.
Dado o estilo das árvores, eu até diria que a fotografia foi tirada na Patagónia, naquela que fica entalada entre a Gansogónia e a Cisnegónia.
:-D

Silhuetas muito bem realçadas e o preto assentou que nem uma luva.

cottidianus disse...

uau! muito bem retratado este anoitecer... a silhueta das árvores e os contrastes ficaram fantásticos! :)

João Menéres disse...

Debaixo daquele candeeiro estará o XICOLATE ?

Apreciei também a névoa ( ou será o fumo que sempre há nos finais dos dias nas aldeias ? )

Questiuncas disse...

Esta fotografia deve ser de algum parque na Buraca.
Gostei da opção pb, com uma perfeita definição da silhueta das árvores.

Manu disse...

Não sei se é por anoitecer mais cedo , se não, o certo é que agora vêm-se aqui num pulinho :P e depois ver este anoitecer até dá gosto, quase se sente o cheirinho a resina, a pinhas , a musgo..ui fui picada por uma melga :)

Beijinhos Rute

ZEKARLOS disse...

Lindo este quadro, grande composição, grande momento. Bjs

Jéfferson B. Cezimbra disse...

Belo P&B e uma composição muito bonita.
Bjos

Ana Freire disse...

Belíssimo anoitecer, Rute!
Adoro ver o efeitos dos abetos nesse contra luz...
Passa uma sensação gostosa de paz e recolhimento!
E gostei da opção do P/B, e a perspectiva... simplesmente impecável.
Beijinhos
Ana

mariiana capela fotografia disse...

está linda! :)