sábado, 26 de julho de 2014

Palavras abstratas no vaguear da noite...





Vagueiam pela noite sem tecto, dormem desassossegados procurando luz. os olhos ardem sem mácula e estão sós, caminham sós, cegos e sedentos continuam, não há caminho para trás, é noite e os lençóis desmancham-se na cama, os olhos abertos olham para dentro onde o corpo é escuro como breu e ouvem-se os passos das horas a passar lentamente...  

4 comentários :

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Excelente conjunto abstrato!
Bj Rute

Manu disse...

Um abstracto com palavras que tocam, que nos fazem reflectir e que como sempre emanam uma profundidade a que não consigo ficar insensível.

Beijinhos Rute

Remus disse...

Ó cara doutorada, mestrada ou seja lá o que for, também existem palavras abstractas? E as palavras vagueiam na noite, assim aos pulos?
Mas isso é uma coisa global, ou é algo que só acontece na Buraca?
:-)

Está um bom abstracto. Acho que tiveste muito bem. Assim do nada, criou dezenas de ganchos que prendeu o nosso olhar.

Clarice disse...

o que eu gosto de fotografias assim loucas...

beijos