segunda-feira, 3 de setembro de 2012



Olhei para ti, sim olho sempre para ti em cada lugar por onde passo. Nunca me vês mesmo que os teus olhos se fixem nos meus, ou pelo menos assim me parece. Nunca soube olhar sem ser de frente e com algum vagar, olhos nos olhos, pronta para aquilo que me quiseres revelar aí do teu silêncio. Sentei-me há já muito tempo no imenso espaço vazio que deixaste atrás das tuas costas.


23 comentários :

Marina Linhares disse...

Lindo texto e imagem, Rute.
Fico encantada com seus posts, que sempre dizem algo que mexe com a minha cabeça.
Bj.

Caroline Godtbil disse...

Nem as flores conseguiram preencher tanto vazio... tanta aparente solidão...
Beijo.
Sigo contigo.

ZEKARLOS disse...

Mais um post cheio, que bom. bjs

Remus disse...

Acho que aquela faixa de flores cor-de-rosa, dá um grande toque de alegria a um momento que não podemos considerar belo, mas sim sério.

Uma composição muito bem pensada e cuidada.
Da minha parte, este é um comentário sério... para variar e para não ser sempre macaquices.

Fábio Martins disse...

Eu não gosto de ver pessoas assim sozinhas. Faz-me pensar que são pessoas com tristeza e a precisar de companhia. Faz-me confusão. Será que tenho coração mole ou é estranho vir de mim?

Bem, seja como for Rute...
espero que tenhas tido um óptimo dia *

Rute disse...

Marina

fico muito agradecida...:) Sabes, a minha cabeça tb anda sempre a mexer e os meus olhos a observar...

1 beijinho

Rute disse...

Caroline

Tb tive essa imensa sensação de solidão!

Obrigada pela visita e volta sempre:)

Rute disse...

ZEKARLOS

Muito obrigada:))

* Gosto muito de te ver por aqui...;)

1 beijo

Rute disse...

Remus

Aquele foi sem dúvida um momento triste para mim...até porque eu ia em passeio e senti a quantidade de vazio que havia naquele banco!

* Já me esqueci como escreves em itálico nos comentários...;)

Obrigada pelas tuas palavras

1 beijinho

Rute disse...

Fábio

Eu penso que sei o que sentes...e normalmente, se olharmos com atenção conseguimos perceber se é uma solidão desejada ou se é uma solidão imposta.
Ainda bem que és sensível e tens o coração mole;)

1 beijo

Lacorrilha disse...

Vou ser sincera, caiu-me uma lagrimita mesmo antes de ler as palavras. Estou capaz de jurar que nunca uma fotografia me transmitiu tamanha solidão. Presumo que também tenhas ficado com o coração apertado, é que até dói.
Beijocas

Lacorrilha disse...

Ah, já me esquecia de dizer que tenho um post agendado que vai ser dedicado à sô dona Rute. Sim, que o prometido é devido.

Rute disse...

Lacorrilha

...tb tenho essa facilidade em deixar escapar uma ou outra lágrimita quando muitas vezes não estava a contar com isso...;)

Senti o tamanho dessa solidão, sim! E durante o resto do dia que andei por alí - Guimarães - nunca deixei de a sentir.

Mas que honra!...um post de ti para mim...vou esperar ansiosamente:)))

Muito obrigada

1 beijinho:)

Sérgio Pontes disse...

Gostei bastante, beijinho

Rute disse...

Obrigada SÉRGIO :)

1 beijo

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Interessante foto, o momento...
bjs

mariiana capela fotografia disse...

que palavras lindas..
um optimo post

Rute disse...

Rui

Obrigada:))

1 beijo

Rute disse...

mariiana

Falam da nossa (triste) realidade...:(

Obrigada pela tua visita:)

1 bjinho

:.tossan® disse...

Um belíssimo texto poético para acompanhar a magistral foto não menos poética. Beijo

Rute disse...

tossan

Muito obrigada pela tua visita e pelas tuas palavras...:)

1 beijo

mfc disse...

Umas palavras dolorosamente lindas acompanhadas de uma lindíssima, mas triste, foto!
Beijinhos,

Rute disse...

mfc

...é, as tuas palavras deixaram-me a reflectir!...

1 beijo e obrigada pela tua presença tão assídua aqui na Efémera:)