quarta-feira, 8 de dezembro de 2010



Há dias assim, escuros como breu!



Em que a noite nunca  dá lugar ao amanhecer
em que o preto e o cinzento em nós se degladiam
em que os sentidos endurecem na melancolia
numa total e dolorosa ausência  do azul!


10 comentários :

João Menéres disse...

Mas, aqui, esteve um princípio de tarde com luz a preceito.
E que aproveitei por mera casualidade, enquanto me metiam dois pneus novos...

Linda, como SEMPRE, a tua ESCRITA !

Poesia nunca te falta para meu deleite.

Um beijo.

Rute disse...

João

Ora ainda bem que por aí se fez luz!...Aqui pelo Sul, a 'coisa' esteve mais entruviscada ;)

1 BEIJO e uma noite descansada

Ariadne disse...

Awesome pic!!
Bjs.

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela imagem...bela poesia...Espectacular....
Cumprimentos

Rute disse...

Ariadne

Obrigada :) Volte sempre

Rute disse...

Chana

Já vi algumas fotografias suas e são espetaculares!

Volte sempre :))

Anónimo disse...

A fotografia é boa, mas o texto é excelente. O encadeamento dos sentidos e dos sentimentos adquire um ritmo e uma qualidade descritivas dignas de um prémio nobel.

Chico

Remus disse...

Na presença deste céu carregado, o ícone londrino ganha outra dimensão e protagonismo.

Rute disse...

Chico

És o da Estrebaria?
És muito, muito amável...
Quanto ao Nobel, sou estou à espera que despachem O Aº Lobo Antunes, para depois me chegar eu à frente ;)...

1 beijo

Rute disse...

Remus

Gosto particularmente da Torre de Londres, tem um aspecto misterioso que me atrai !

1 beijo